Repensar – “A moça triste”

A moça triste

Eu a encontro todos os dias. No ponto de ônibus. Nunca conversarmos. Mas me chama a atenção seu jeito triste. Sempre com um fone nos ouvidos. Sempre com um cigarro na boca. Nunca ri. Nunca fala com ninguém. Não tem amigos. Pelo menos é o que eu percebo nos cinco minutos que a vejo todos os dias no ponto de ônibus.

A moça triste talvez não seja triste. Talvez esteja apenas cansada. Talvez não goste de falar nem sorrir logo após acordar. Talvez ela seja feliz, muito feliz. Mas meus olhos a veem daquele jeito, e isso me faz pensar em como a tristeza está presente em nós. Em mim.

A moça triste é a metáfora para meu coração. Ela me lembra que minha tristeza anda comigo, mesmo sabendo que o que me faz caminhar seja a alegria.

A moça triste fuma para sentir um pouco de satisfação em algo. Mas isso só denuncia seu vazio, sua solidão. Talvez seja daí que venha sua tristeza: do desamparo, da rejeição por ser pobre, negra e mulher. Talvez.

A moça triste não ouve os sons do mundo. Ela está sempre com o fone nos ouvidos. Talvez ouça músicas alegres para espantar os pensamentos tristes que insistem em lembrá-la o enfado do dia a dia. Mas talvez goste simplesmente de esquecer que a realidade emite sons desagradáveis. Talvez ela queira apenas fugir no barulho de um rádio ou em uma canção que a faça acreditar que a vida será melhor, que ela ainda vai encontrar seu amor.

A moça triste continua sentada no banco do ponto de ônibus. Eu entro no carro que me levará ao trabalho. Não há despedidas. Eu sei que a encontrarei no próximo dia. Sem o sorriso que nunca vem e com a tristeza que a acompanha.

Autor: Lissânder Dias.

Blog: Fatos e Correlatos

É preciso repensar…

A observação é algo extremamente peculiar que nos pode promover uma imensidão de aprendizados, experiências, vivências e situações, as quais nos farão pessoas transformadas. Observar é se ater àquilo que está intrínseco ao nosso eu, mas também, à constituição do outro.

black-white-2257865_1280
O olhar nos acompanha. (Imagem: Reprodução / Pixabay)

Esta crônica, escrita com maestria por Lissânder Dias, jornalista, traz muito das nuances da observação. A moça triste é a representação criada pelo escrito que enaltece sujeitos que são, muitas vezes, silenciados ou renegados por uma sociedade machista, opressora, misógena e vários outros adjetivos ruins que estão intimamente ligados ao meio social em que vivemos.

A arte da literatura está vinculada à isso: ao dar voz, ao empoderar, ao elucidar questões. É válido salientar que a representação construída da moça triste é o retrato do que as pessoas, a sociedade observa em relação à essa mulher, não é como ela se sente, até porque, somente ela saberá nos dizer isso.

people-1640460_1920
Olhar e observar são ações intimamente humanas, só é preciso que não a   desumanizemos esta ação. (Imagem: Reprodução / Pixabay)

Gostaria de frisar neste post justamente a ação do observar e do movimento que podemos fazer para viver em meio às diferenças e pluralidades presentes no meio social. É preciso que repensemos nossas atitudes, até mesmo no momento da observação. Pois, o preconceito fere, o olhar fere, o “virar o rosto”, fere.

Seres humanos possuem sentimentos, coração, dores, angústias. Somos seres humanos. Viver em sociedade requer consciência e empatia para entender o outro. Para respeitar o outro. Para compartilhar com o outro. A menina triste é uma figuração dada àquela representação que temos de alguém ou algo que está à margem da sociedade.

Temos os nossos momentos de tristeza, de alegrias, de raiva, de paixões. Somos seres humanos, que observam, que amam, que sentem. A menina triste é o que o eu lírico visualiza. Porém, a tristeza está sujeita a se inserir na vida de cada um. O sentido proposto aqui é o ato de repensar o que fazemos, como fazemos. Observar é arte do se empenhar ao entendimento dos elementos que nos circunda.

 

Crônica por Lissânder Dias.

Reflexão por Lucas Afonso de Souza.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s